Gai Valeri Catulli Veronensis Liber 1,55

Ir em baixo

Gai Valeri Catulli Veronensis Liber 1,55

Mensagem por Elpídio Mário D Fonseca em Ter Nov 06, 2018 7:01 pm

LV. ad Camerium


Oramus, si forte non molestum est,
demonstres ubi sint tuae tenebrae.
te Campo quaesivimus minore,
te in Circo, te in omnibus libellis,
te in templo summi Iovis sacrato.
in Magni simul ambulatione
femellas omnes, amice, prendi,
quas vultu vidi tamen sereno.
avelte, sic ipse flagitabam,
Camerium mihi pessimae puellae.
quaedam inquit, nudum reduc...
'en hic in roseis latet papillis.'
sed te iam ferre Herculi labos est;
tanto te in fastu negas, amice.
dic nobis ubi sis futurus, ede
audacter, committe, crede luci.
nunc te lacteolae tenent puellae?
si linguam clauso tenes in ore,
fructus proicies amoris omnes.
verbosa gaudet Venus loquella.
vel, si vis, licet obseres palatum,
dum vestri sim particeps amoris.

Forte, adv. Por acaso.
Oro, as, are, avi, atum, v.intr.  Pedir.
Tenebra, arum s.f.pl.Esconderijo (Catul., 55, 2).
Libellus, i, s.m. cartaz.
Magnus, a, um, adj. Longa, de longa duração.
Simul, adv. Ao mesmo tempo.
Prendo= phraehendo, ism ere, hendi, ensum, v.t. Tomar, agarrar.
Femella, ae, s.f. dim. Mulherzinha.
Tamen, adv. Todavia, contudo, ainda que.
Vultus, us, s.m. Semblante, aspecto.
Serenus, a, um, adj. Sereno, pacífico.
Aveltus, i,
Flagito, as, ara, avi, atum, vt. Pedir com insistência, suplicar.
Labos, oris, v. labor 2, s.m. Sofrimento, dor, fadiga.
Fastus, us, s.m. soberba, altivez.
Edo, i, ere, didi, ditum, publicar; produzir.
Commito, is, ere, commisi, commissum, reunir, pelejar; empreender.
Lux, lucis, s.f. Luz. Brilho;; glória.
Lacteolus, a, um, ad, Branco como o leite (Catul. 55, 17)
Os, oris, s.n. Boca.
Projicio, is, erem jeci, jectum, vt. Lançar para diante// abandonar.
Loquella, ae, s.f. Palavra, idioma.
Verbosus, a, um, adj. Difuo, prolixo.
Obsero, as, are, avi, atum, v.t aferrolhar.
 
 
LV. A Camério


Pedimos, se acaso não é molesto,
indiques onde é teu esconderijo.
procuramos-te no campo menor,
e no Circo, e em todos os cartazes,
e no templo consagrado ao divino Júpiter.
e ao mesmo tempo nesta longa caminhada
detive, amigo, todas as mulherezinhas,
mesmo as que vi de aspecto sereno.
avelte, assim eu mesmo suplicava,
meu Camério, à péssima moça.
uma diz, retiro nu....
‘aqui esconde nos seios róseos.’
mas o sofrimento de Hércules já te levou;
tanto te negas em soberba, amigo.
dize-nos onde estarás, publica
audazmente, empreende, crê na glória.
agora as moças brancas como leite te retêm?
se mantiveres a língua na boca fechada,
abandonarás todos os frutos do amor.
Vênus alegra-se com o discurso prolixo.
ou, se quiseres, mesmo que aferrolhes o palato,
enquanto eu for partícipe de vosso amor.
avatar
Elpídio Mário D Fonseca

Número de Mensagens : 366
Idade : 52
Nacionalidade : brasileiro
Data de inscrição : 20/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum